Endometriose e o fardo da dor pélvica

endometriose

A dor ocasionada pela endometriose é o principal sintoma das portadoras desta enfermidade, comprometendo tanto a saúde física quanto emocional.

A síndrome álgica relacionada a endometriose é representada por cólica menstrual intensa, dor durante ou logo após o ato sexual, ao evacuar e durante a ovulação. As lesões da endometriose são usualmente enervadas o que explicaria a causa da dor. O diagnóstico da endometriose deve ser considerado em toda mulher que menstrua, independentemente da idade, e que queixa-se de dor pélvica intensa.

A ultrassonografia endovaginal com preparo intestinal é o método de imagem de escolha para avaliação dos casos suspeitos de endometriose.

Fonte:
Ferrero, S, Esposito, F, Abbamonte, LH, Anserini, P, Remorgida, V, Ragni, N. Quality of sex life in women with endometriosis and deep dyspareunia. Fertil Steril 2005;83(3):573-579.
Johnson, NP, Hummelshoj, L, World Endometriosis Society Montpellier Consortium. Consensus on current managementof endometriosis. Human Reproduction 2013;28(6):1552–1568.
Imagem: Fotolia

A Ultrassonografia e a Saúde da Mulher

saúde da mulher

“A mulher é um efeito deslumbrante da natureza”   Arthur Schoppenhauer

É impensável, nos dias atuais, falar da saúde da mulher sem mencionar a ultrassonografia. Desde os primeiros dias de vida viabilizando o estudo dos órgãos e estruturas sem o inconveniente da exposição à radiação ionizante, tão deletéria nessa faixa etária e perpassando pela adolescência, ao acompanhar o desenvolvimento do sistema reprodutor e auxiliar no diagnóstico de doenças como a endometriose. Na vida adulta, antes dos 40 anos, a ultrassonografia é o método ideal para a avaliação das alterações palpáveis das mamas e na senilidade no rastreio de doenças graves da cavidade abdominal e de glândulas como a tireoide, por exemplo. Mas é no acompanhamento da gestação, um momento tão sublime na vida da mulher, que a ultrassonografia se reveste de maior brilho ao ser capaz de estudar tão bem o binômio maternofetal.

Possibilitar uma melhor avaliação da saúde feminina é a nossa forma de prestar homenagem a todas as mulheres!

Imagem: Fotolia

7 Informações Importantes Sobre Endometriose Na Adolescência

endometriose na adolescência

1. A endometriose atinge cerca de 10% da população feminina que menstrua, independentemente da idade.

2. A primeira menstruação antes dos 12 anos, cólica menstrual incapacitante e histórico familiar são indicativos de endometriose.

3. O início das queixas na adolescência correlaciona-se com os quadros mais graves de endometriose detectados na vida adulta.

4. Estima-se que 7 entre cada 10 adolescentes com história de dor pélvica crônica sejam portadoras de endometriose.

5. No Brasil, 7 anos é o tempo médio entre o início das queixas e o estabelecimento do diagnóstico.

6. A endometriose é a doença mais comum na pelve de adolescentes com relato de cólica menstrual incapacitante.

7. A ultrassonografia é o primeiro exame de imagem na avaliação da dor pélvica em adolescentes.

 Imagem: Fotolia

O Alto Preço da Endometriose

O Alto Preço da Endometriose

A endometriose é um problema de saúde pública. Primeiramente em decorrência do impacto econômico pertinente ao custo do tratamento e dos exames complementares, e em segundo lugar pelo excessivo tempo médio entre o início dos sintomas e o diagnóstico: trabalhos preliminares estimam que, no Brasil, este hiato de tempo alcance 7 anos.

Além disso, a endometriose é bastante associada ao absenteísmo laboral, ou seja: à falta no trabalho. O quadro de dor pélvica, muitas vezes incapacitante, pode perdurar por dias ou semanas ocasionando danos à saúde física e emocional e impedindo o comparecimento do funcionário ao local de trabalho.

Conclusão sobre a Endometriose

Por fim, há ainda a redução da fertilidade relacionada à endometriose que alcança percentuais alarmantes (50% das mulheres com dificuldade para engravidar têm endometriose). Essa redução da fertilidade retroalimenta este circuito, levando a mais custos financeiros, físicos e emocionais.

Por isso, conhecer a doença e as formas pelas quais ela pode se manifestar, estabelecer um diagnóstico precoce e tratamento adequado pode trazer alívio deste penoso fardo que tantas mulheres têm que suportar.

Fontes:

Abrão, SM, Petraglia, F, Falcone, T, Keckstein, J, Osuga, Y, Chapron, C. Deep endometriosis infiltrating the recto-sigmoid: critical factors to consider before management. Hum Reprod 2015;21(3):329-339.

Johnson, NP, Hummelshoj, L, for the World Society Montpellier Consortium. Hum Reprod 2013;28(6):1552-1568.

Imagem: Fotolia