Exames realizados

Ultrassonografia endovaginal com preparo intestinal (USEVPI)

A USEVPI é a modalidade de imagem de escolha para a avaliação inicial das pacientes com suspeita de endometriose e pode ser feita em qualquer fase do ciclo menstrual. Através deste exame é possível realizar uma análise minuciosa da complexa anatomia pélvica feminina que compreende órgãos do aparelho reprodutor (vagina, útero, tubas e ovários); urinário (rins, bexiga e ureteres) e digestório (retossigmoide e região ileocecoapendicular) bem como dos ligamentos que fixam o útero às paredes pélvicas. O exame necessita de um preparo intestinal que se inicia na véspera do exame com a finalidade de impedir que o conteúdo fecal seja empecilho para o estudo ultrassonográfico. Este exame deve ser agendado com antecedência.

Ultrassonografia endovaginal para contagem de folículos antrais

A contagem dos folículos antrais é realizada entre o 1° e 3° dias do ciclo menstrual através da técnica endovaginal e é indispensável nas mulheres que serão submetidas às técnicas de reprodução assistida. Através dele é possível tanto estimar a resposta ovariana quanto individualizar o tratamento hormonal. Essa contagem é feita utilizando a tecnologia 3D. Cada folículo é codificado por uma cor diferente e o diâmetro médio de cada um é obtido de forma automatizada.

Ultrassonografia pélvica endovaginal tridimensional

A abordagem tridimensional da pelve feminina permite que o ultrassonografista observe as imagens em três planos ortogonais simultaneamente o que possibilita uma avaliação mais precisa tanto da volumetria quanto da resolução espacial dos órgãos e estruturas pélvicas. É o método ideal na avaliação das anomalias uterinas, das patologias que acometem a cavidade uterina, na localização do D.I.U. e na caracterização das massas ovarianas e anexiais.

Ultrassonografia pélvica transabdominal

Para a realização deste exame é necessário ingerir 4 copos de água e aguardar a repleção da bexiga. A bexiga cheia favorece a análise do útero e dos ovários. Este exame está indicado para crianças, adolescentes e mulheres que não tem vida sexual ativa.

Histerossonografia 3D

A histerossonografia 3D é realizada através da técnica endovaginal tridimensional e está indicada, principalmente, quando há suspeita de alteração da cavidade uterina como, por exemplo, pólipos, miomas ou cicatrizes e também na investigação da infertilidade feminina. Pacientes em idade fértil e com vida sexual ativa precisam realizar previamente a dosagem do ß-hCG no sangue, a fim de se descartar gravidez. A paciente, também, não pode apresentar inflamação ginecológica. O protocolo do exame demanda a colocação de espéculo vaginal e de um cateter fino e flexível através do canal do colo uterino. Injeta-se, então, cerca de 10 ml de solução salina para distender a cavidade uterina e em seguida realiza-se o estudo ultrassonográfico 3D da cavidade uterina.

Ultrassonografia morfológica do primeiro trimestre

Este exame é realizado entre a 12ª e 14ª semanas e está indicado para todas as gestantes. É feito pelas vias transabdominal e endovaginal e utiliza a técnica 4D, ou seja, imagens tridimensionais com movimentos em tempo real. Este exame analisa detalhadamente a anatomia fetal e estratifica o risco para doenças cromossômicas (a mais comum é a síndrome de Down) pela medida da translucência nucal e do osso nasal; para o parto prematuro através da medida do comprimento do colo uterino e para pré-eclâmpsia por meio do Doppler das artérias uterinas da gestante. Alteração nas medidas da translucência nucal e do osso nasal não indicam, necessariamente, que o bebê seja portador de síndrome cromossômica. Assim como um exame morfológico sem alteração não assegura totalmente a normalidade do feto. Esse exame avalia um único feto. Em caso de gestação múltipla (gemelar), favor informar no momento do agendamento. Caso a paciente tenha feito exame de ultrassonografia obstétrica em outro serviço na gestação atual é necessário trazê-lo para determinação do cálculo da idade gestacional.

Ultrassonografia morfológica do segundo trimestre

Este exame é realizado entre 22 24 semanas. É feito pelas vias transabdominal e endovaginal e utiliza a tecnologia 4D, ou seja, imagens tridimensionais com movimentos em tempo real. Consiste no exame pormenorizado da anatomia fetal em busca de anomalias estruturais e cromossômicas além da análise da vitalidade fetal e do risco para parto prematuro e pré-eclâmpsia. O exame morfológico sem alteração não assegura totalmente à normalidade do feto. Este exame avalia um único feto. Em caso de gestação múltipla (gemelar), favor informar no momento do agendamento. Caso a paciente tenha feito exame de ultrassonografia obstétrica em outro serviço na gestação atual é necessário trazê-lo para determinação do cálculo da idade gestacional.

Ultrassonografia do abdome total

Este exame é realizado com jejum de 6 horas, preferencialmente no turno matutino. O paciente pode fazer uso das medicações rotineiras sem que haja interferência na qualidade do exame. Recomenda-se a ingesta de 4 copos de água ao chegar na clínica. Este exame está indicado para o estudo do fígado, vesícula biliar e vias biliares, pâncreas, rins, baço, grandes vasos, retroperotôneo e pelve masculina e feminina.

Ultrassonografia do abdome superior

Este exame é realizado com jejum de 6 horas, preferencialmente no turno matutino. O paciente pode fazer uso das medicações rotineiras sem que haja interferência na qualidade do exame. Este exame está indicado para o estudo do fígado, vesícula biliar e vias biliares, pâncreas, rins, baço, grandes vasos, retroperitônio e a pelve masculina e feminina.

Ultrassonografia obstétrica do primeiro trimestre

É realizado pela via endovaginal entre 6 semanas e 10 semanas e 6 dias e não representa risco para o feto é para a mãe. Visa avaliar com maior acurácia a idade gestacional, o número de fetos e sua vitalidade. Este é um dos momentoumais marcantes da gravidez: ouvir pela primeira vez os batimentos do coração do bebê.

Ultrassonografia obstétrica

Variáveis como idade gestacional, sexo e peso fetal, localização da placenta, avaliação do líquido amniótico são investigadas por este exame que pode ser feito em qualquer idade gestacional. O uso da tecnologia 3D/4D torna possível identificar com excelente definição detalhes da anatomia fetal.

Dopplervelocimetria obstétrica

Realizada a partir da 29 semana até o final da gestação. Consiste na avaliação do bem estar fetal através do estudo Doppler das artérias uterinas materna, artérias umbilicais e artéria cerebral média. O crescimento fetal e o grau de maturidade placentária são alvo deste estudo.