O que é a Litíase Vesicular?

A vesícula biliar é um pequeno saco ovoide, localizado adjacente ao fígado, cuja função é armazenar e concentrar a bile que é liberada para o intestino durante a digestão dos alimentos. A litíase vesicular conhecida também como pedra na vesícula é uma alteração frequente ocorrendo predominantemente em mulheres e muitas das vezes é assintomática, sendo seu diagnóstico estabelecido através de exames de imagem de rotina.

Os principais fatores de risco relacionados com a litíase vesicular são: obesidade, diabetes, dislipidemias, perda rápida de peso, gravidez, uso contínuo e prolongado de contraceptivos hormonais e certos tipos de anemia. O tratamento é cirúrgico e atualmente feito por via laparoscópica que proporciona um pós-operatório com menos dor e menor tempo de permanência no hospital. Algumas vezes a presença destas pedras podem levar a complicações como a inflamação da vesícula biliar, chamada de colecistite e a mais grave de todas que é a pancreatite que muitas vezes necessita de internação em unidades de terapia intensiva.

A ultrassonografia é o exame padrão ouro para o diagnóstico das doenças da vesícula biliar. Sendo capaz de diagnosticar o tamanho das pedras (isso é de especial importância quando se trata de diminutas pedras pelo risco maior de causar pancreatite) e se há sinais de complicação.